28 de setembro de 2013

Costumes árabes em cemitérios alentejanos

Wadi-al-Salaam - Iraque
Wadi-al-Salaam - Iraque
Monastir - Tunísia
Wadi-al-Salaam, que significa Vale da Paz, é um cemitério islâmico localizado em Najaf (Iraque) e é considerado o maior cemitério do mundo.
Na margem esquerda do Guadiana, Granja e Amareleja são pequenas vilas alentejanas onde os idosos não querem ser sepultados debaixo da terra. São costumes deixados pelos árabes.
A quase ausência de símbolos religiosos, o uso dos azulejos e as campas “em altura” fora do chão, distinguem este ritual fúnebre alentejano de outras zonas de Portugal.
Como dizia Brito Camacho, “pelos seus usos e costumes o Alentejo não é uma região, é um país”.
Lápide - Amareleja

Campas antigas - Amareleja

Lápide - Amareleja

Novas campas - Amareleja

Caminho principal - Amareleja

Lápide antiga - Granja

Campa antiga - Granja

Jazigo familiar - Granja

Azulejaria - Granja

Jazigo recente - Granja

Poema - Granja

Vista superior - Granja

Campa antiga - Granja

Pormenor do fechamento - Granja

Pormenor do interior - Granja

5 comentários:

  1. É muito Bom que haja gente interessada nos estudos da Cultura Portuguesa, com a vontade de cruzar dados, afim de descobrir as Origens dos nossos costumes.

    ResponderEliminar
  2. No concelho de Mértola, também há campas assim

    ResponderEliminar
  3. Suponho que esta tradição ancestral ainda se note ao longo do Guadiana, talvez onde os árabes tiveram mais influência.

    ResponderEliminar
  4. Amareleja o centro do Universo

    ResponderEliminar

Obrigado pelo seu comentário...